quinta-feira, 26 de novembro de 2020

37º Encontro Nacional do Plástico: amanhã a partir das 16 horas


O 37º Encontro Nacional do Plástico – ENP, que reúne empresas da cadeia produtiva do plástico, será promovido amanhã, dia 27 de novembro, a partir das 16horas. Neste ano, por causa da pandemia do novo coronavírus, o evento será realizado virtualmente.

O encontro contará com a palestras de Gerson Camarotti, comentarista político da GloboNews e do Bom dia Brasil, da TV Globo, sobre o cenário político e econômico do país, e de Silvio Meira, professor emérito da UFPE, que abordará o tema inovação e criatividade em tempos de crise.

O evento é promovido pela ABIPLAST e patrocinado pela FEIPLASTIC – principal feira do setor plástico no Brasil com mais de 30 anos de história, e SINDIPLAST (Sindicato da Indústria de Material Plástico, Transformação e Reciclagem de Material Plástico do Estado de São Paulo)

As inscrições podem ser feitas pelo link: https://forms.gle/AfU13a8YKUBRmqA59
Programação:

(Fonte: Abiplast)

MDF Greenplac consolida-se no mercado em 2020

Apesar das dificuldades da pandemia, a empresa do Grupo Asperbras, de José Roberto Colnaghi, inaugurou neste ano duas fábricas, um centro de distribuição e lançou três novos padrões de MDF

Complexo industrial da Greenplac, em Água Clara, no Mato Grosso do Sul. Foto: Divulgação.

A pandemia não parou o crescimento e os investimentos da mais moderna fábrica de MDF do país, a Greenplac. Em busca da consolidação da marca no mercado brasileiro, a empresa de José Roberto Colnaghi, presidente do Conselho de Administração do Grupo Asperbras (da qual é subsidiária), traçou um plano muito bem sucedido de expansão em 2020.

Ao longo do ano, a Greenplac lançou três novos padrões de MDF (Pietra Bronze, Bali e Freijó Amazonas), inaugurou duas novas fábricas no Mato Grosso do Sul e um novo centro de distribuição em Mirassol, no interior de São Paulo. O objetivo foi a verticalização da produção, oferecendo serviços e produtos da mais alta qualidade e soluções práticas para seus clientes. “Temos um grande espírito empreendedor na Asperbras, grupo que detém a marca Greenplac e por isso buscamos conquistar espaços que ainda não havíamos explorado”, diz José Roberto Colnaghi.

O Grupo Asperbras iniciou sua jornada há dois anos com plantações de eucalipto –atualmente são mais de 17 mil hectares de florestas – e a instalação da fábrica de MDF em Água Clara, no Mato Grosso do Sul. De lá para cá, a Greenplac tornou-se um complexo industrial com uma das melhores performances produtivas do país.

O espaço em Água Clara engloba três fábricas: a de produção de MDF, a fábrica de resina, inaugurada no início de 2020 e, por último, a de formol, mais novo empreendimento da marca, que abriu em outubro. Com as fábricas de resina e formol, o Grupo Asperbras realizou sua primeira incursão na indústria química.

“Sabíamos que a Greenplac tinha potencial para crescer muito além do MDF. Olhando para o futuro, decidimos que os próximos passos seriam em direção à autossuficiência na produção de matéria-prima e, com as duas novas fábricas, atingimos grande parte do nosso objetivo”, afirma Colnaghi.

A fábrica de formol é responsável pela produção de 90% dos insumos utilizados na fabricação do MDF Greenplac. O formol é a matéria-prima básica para a produção de resina (ureia formol) e da resina melamínica, material utilizado na impregnação do papel para revestir as placas de MDF.

Compromisso com a qualidade
Recentemente, a empresa finalizou o processo de auditoria e conquistou a recomendação à certificação FSC (Forest Stewardship Council). Concedido pelo Conselho Brasileiro de Manejo Florestal, o selo reconhecido internacionalmente identifica florestas manejadas com responsabilidade, capazes de conciliar as salvaguardas ecológicas com os benefícios sociais e a viabilidade econômica.

A empresa também começou a busca pelo ISO (International Organization for Standardization), certificação que promove a padronização das normas e procedimentos a serem seguidos em todo o processo industrial, atestando que atua de acordo com padrões internacionais de qualidade e gestão ambiental.

As certificações também fazem parte do crescimento da indústria de MDF fora do Brasil e, por isso, a Greenplac também investiu na certificação pelo selo CARB (California Air Resources Board), a empresa iniciará a exportação do MDF da marca para os Estados Unidos e alguns outros países da América do Sul.

“Acreditamos que, para oferecer um produto de alta performance, é necessário investir em matéria-prima de qualidade,” reforça José Roberto Colnaghi. “Por isso, buscamos verticalização do nosso negócio e a conquista de selos que certificam a qualidade do MDF Greenplac.”

Todas as novidades são apenas o começo de um plano de expansão de longa data, que pretende levar a empresa para patamares cada vez mais altos. Com centenas de pontos de venda ao redor do país, a Greenplac tornou-se sinônimo de qualidade, modernidade e design em todo o país.

“A Greenplac já está entre as principais fornecedoras de MDF do Brasil,” reforça José Roberto Colnaghi. “Daqui para frente, pretendemos conquistar ainda mais espaço no mercado nacional e continuar oferecendo produtos e serviços de qualidade, reforçando sua posição no competitivo mercado de MDF,” finaliza.

Grupo Asperbras
O Grupo, dos irmãos Francisco e José Roberto Colnaghi, começou sua história com o talento e a perseverança do pai Francisco Colnaghi que, em 1966, ao fundar uma empresa de implementos agrícolas em Penápolis, cidade do interior de São Paulo, deu a largada para o desenvolvimento de um grupo empresarial baseado no compromisso com a qualidade, dedicação em tempo integral e responsabilidade na prestação de serviços. Menos de vinte anos depois, a empresa já era reconhecida em todo o Brasil com a estratégia de investir na fabricação de tubos e conexões de PVC para irrigação agrícola, e de lá para os dias de hoje, a Asperbras se transformou em um dos mais importantes grupos empresariais brasileiros. Hoje, a Asperbras é reconhecida também por atuar nas áreas de engenharia industrial, gerenciamento e montagem de projetos industriais em diversos segmentos, na construção e incorporação imobiliária, e nos setores de alimentos, agronegócio, mineração e geração de energia. O Grupo mantém suas estruturas societárias nacionais e internacionais desvinculadas e independentes, atuando em quase todo Brasil e em três continentes, África, Europa e América do Sul. São mais de três mil profissionais que trabalham em programas, projetos e obras nos principais segmentos da economia mundial. Para o atendimento dos projetos de adução de água e esgoto no Norte e Nordeste, a Asperbras tem duas plantas industriais, sendo uma na Bahia e outra no Rio Grande do Norte. Nos estados de São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul atua no segmento de Agronegócio.

Prêmio Sinplast Attilio Bilibio: Abiplast e Multicolor são as homenageadas de 2020

 

A tradicional premiação do Sinplast-RS, o Prêmio Attilio Bilibio, já tem seus destaques para 2020. Neste ano, o Sindicato irá homenagear José Ricardo Roriz Coelho, Presidente da Abiplast, pelo seu eficiente trabalho a favor do setor. Além dele, a empresa Multicolor Indústria e Comércio de Pigmentos Ltda., de Farroupilha, dirigida por Rafael Tronco, também receberá a premiação em função da campanha que patrocina com conteúdos positivos relacionados à imagem do plástico, desmistificando falsos argumentos contra o material.

De acordo com Roriz, Presidente da Abiplast, a distinção é uma honra. “Quando a gente trabalha em conjunto, buscando o crescimento do país, das pessoas e da indústria, nós ficamos cada vez mais motivados a atuar nesse sentido”, destacou. Já Tronco, representando a Multicolor, ficou entusiasmado com o reconhecimento. “Esse prêmio nos dá mais vigor para seguirmos trabalhando em prol do mercado em que atuamos, buscando a conscientização de que as pessoas são os principais responsáveis pelo uso adequado e consciente do plástico”, ressaltou.

Mais sobre a premiação: O Prêmio Sinplast Attilio Bilibio é tradição na entidade e leva esse nome para homenagear o empresário e ex-presidente do Sindicato já falecido. A distinção se concede aos homenageados é o Troféu Semente, da artista plástica Gloria Corbetta, e será entregue esse ano em data ainda a ser agendada.

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Instituto Brasileiro do PVC promove Webinar sobre o comportamento do PVC em incêndios

 

O PVC é um termoplástico de grande importância industrial, notadamente em aplicações ligadas diretamente à construção civil, tais como em perfis de acabamento e revestimento de fios e cabos elétricos, por exemplo. Nestas aplicações, os produtos, independentemente do tipo de material utilizado em sua fabricação, estão sujeitos a regulamentações e normas técnicas cada vez mais restritivas quanto ao seu comportamento em situações de incêndio.

Com o objetivo de esclarecer os mitos sobre o PVC e apresentar informações técnicas sobre o comportamento do material em incêndios, o Instituto Brasileiro do PVC realizará a Webinar sobre o comportamento do PVC em incêndios, com a participação de Antonio Rodolfo Jr., Gerente de Engenharia de Aplicação – PVC/Cloro Soda na Braskem e Diretor do Instituto Brasileiro do PVC.

Antonio Rodolfo Jr. é colaborador da publicação “COMPORTAMENTO DO PVC EM INCÊNDIOS”, editado pelo Instituto Brasileiro do PVC, na qual são abordados todos os aspectos relacionados às propriedades do material em uma situação de incêndio, evidenciando que o PVC é um dos materiais que confere a maior segurança.( https://pvc.org.br/conhecimento/estudos-e-publicacoes/comportamento-do-pvc-em-incendios )

A Webinar terá a abertura de Alexandre de Castro, Presidente do Instituto Brasileiro do PVC e Diretor Comercial Unipar. Segundo ele, esse tipo de debate é de fundamental importância para que o PVC seja reconhecido por sua eficiência em aplicações diversas. “A informação técnica é essencial para esclarecer os mitos e controvérsias que ainda possam existir em torno do material e a função do Instituto Brasileiro do PVC é contribuir nesse sentido”, comenta.

Serviço: Webinar sobre o comportamento do PVC em incêndios
Palestrante: Antonio Rodolfo Jr. Gerente de Engenharia de Aplicação – PVC/Cloro Soda na Braskem e Diretor do Instituto Brasileiro do PVC
Data: 25 de novembro
Horário: das 8h30 às 10h

Para assistir, acesse: http://bit.ly/webinar-ibpvc

 

Sobre o Instituto Brasileiro do PVC: é uma associação de classe que existe para reunir e promover conhecimento técnico-científico sobre o PVC, com a crença de que através da sua versatilidade podemos oferecer soluções sustentáveis para a saúde, habitação e bem-estar da sociedade. Desta forma buscamos disseminar a correta percepção da sustentabilidade do PVC na sociedade. Para mais informações: www.pvc.org.br

 

Braskem e Multinova lançam primeira solução livre de inseticida para controle do tripes em produções de banana

 Material desenvolvido com apoio da UNESP já foi testado por produtores e teve sua eficácia comprovada no combate ao inseto Tripes


A primeira solução anti-inseto livre de inseticidas do mercado brasileiro foi criada a partir da resina de polietileno (PE) comercializada pela Braskem, em parceria com a Universidade Estadual Paulista (UNESP) e a Multinova, fabricante de soluções em plástico. O aditivo anti-uv utilizado para controlar a ação de incidência do sol foi produzido com o mesmo comprimento de ondas da visão do inseto.

O tripes ataca principalmente a produção de bananas nas estações mais quentes do ano, favorecendo o aparecimento de erupções na casca (pontos pretos em alto relevo), diminuindo a qualidade visual da fruta.

O aditivo anti-inseto reflete para fora do saco o mesmo comprimento de onda da visão do inseto. Com isso, ao entrar na sacola, o inseto não consegue enxergar e isso faz com que ele saia do ambiente planta/sacola. A grande vantagem do filme é servir como alternativa ao produtor, no lugar de outras opções que utilizam agroquímicos para combater esse tipo de praga.

O filme anti-inseto sem inseticida será lançado para o mercado em novembro e a expectativa da Braskem é atingir capacidade de produção de 7 mil toneladas por ano de matéria-prima específica para essa finalidade. "O agronegócio é um dos principais setores da economia brasileira e um dos principais mercados para a Braskem. Nesse sentido, na Braskem estamos empenhados em desenvolver soluções que agreguem mais valor à produção agrícola e que garantam mais sustentabilidade ao negócio dos produtores rurais", explica a agrônoma Beatriz Gallucci, parte da equipe da Plataforma Agro da Braskem.

Os estudos para o desenvolvimento de mais essa solução da Plataforma Agro da Braskem começaram em 2018, com testes preliminares da região do Vale do Ribeira (SP). Em 2019, com os primeiros resultados positivos em mãos, as pesquisas foram ampliadas para propriedades rurais na Bahia, Ceará, Minas Gerais, São Paulo e Santa Catarina. Os testes foram acompanhados pela UNESP, que confirmou que o produto apresentou desempenho similar ao tratamento convencional, que é a utilização de sacolas plásticas com inseticida ou a pulverização de inseticida diretamente no cacho de banana.

Segundo Juliana Domingues Lima, professora da UNESP responsável por acompanhar os testes da solução anti-inseto livre de inseticidas, a produção de alimento segura e a adoção de práticas de produção menos prejudiciais ao meio ambiente e aos trabalhadores rurais estão sendo cada vez mais requeridas pela sociedade e, nesse sentido, a indústria de insumos agrícolas, os pesquisadores e os produtores também buscam por inovações que atendam às exigências. "Além de dispensar o uso de agroquímicos, a solução desenvolvida pela Braskem e Multinova ainda protege a produção de banana de outros tipos de danos físicos como aqueles causados pelo excesso de radiação", completa.

Outra vantagem do filme anti-inseto feita com polietileno da Braskem é a fácil e rápida instalação, pois, por não haver inseticida na composição, o produtor não necessita de uma mão-de-obra especializada para manuseio de produtos químicos e, consequentemente, o custo com a aplicação diminui, diferentemente de outras soluções disponíveis no mercado contendo inseticida. O filme plástico deve ser colocado logo no início da formação da flor da banana (coração), e permanece até a colheita. Por não conter inseticida, uma outra vantagem, após o uso e descarte adequado, é que o material é 100% reciclável e pode ser transformado em outra solução.

Hoje o portfólio de produtos da Plataforma Agro da Braskem já oferece soluções em polietileno (PE), polipropileno (PP) e PVC, que auxiliam no cultivo protegido, em proteção e armazenagem, na irrigação e na infraestrutura. Outra iniciativa recente da Plataforma, também em parceria com a UNESP e Multinova, é a manta expandida em combinação com um filme de PE com um aditivo térmico para proteger a produção de banana em regiões que atingem temperaturas abaixo dos 12°C, evitando o efeito de chilling, dano fisiológico comum em frutas tropicais que são expostas a friagem.

"Nosso papel com a Plataforma Agro na Braskem é somar forças com quem está mais próximo dos produtores rurais para criar soluções nas quais o produtor possa aumentar sua produtividade e, ao mesmo tempo, reduzir impactos ambientais", reforça Gallucci.

Os produtores rurais podem encontrar a manta anti-inseto sem inseticida no canal de vendas da Multinova. A solução pode ser utilizada por pequenos, médios e grandes produtores. "A bananicultura é um dos principais cultivos do Brasil e o Tripes pode trazer muitos prejuízos para os produtores. Por acompanhar os desafios dos produtores de banana para enfrentar esse tipo de praga, nos mobilizamos para encontrar uma solução viável, de baixo custo, sustentável e eficaz para nossos clientes", finaliza Jair da Rosa, gerente comercial de Novos Negócios da Multinova

Sobre a Multinova
A Multinova, com mais de 30 anos de mercado, é referência na América Latina como o maior fabricante de polietileno expandido, com soluções inovadoras e técnicas que atendem as necessidades dos clientes divididas nas linhas: Pack, Tech e Build, com cinco unidades distribuídas no Sul, Sudeste e Nordeste.

Sobre a Braskem
Com uma visão de futuro global, orientada para as pessoas e para a sustentabilidade, a Braskem está engajada em contribuir com a cadeia de valor para o fortalecimento da Economia Circular. Os 8 mil Integrantes da petroquímica dedicam-se diariamente para melhorar a vida das pessoas por meio de soluções sustentáveis da química e do plástico. A Braskem possui DNA inovador e um completo portfólio de resinas plásticas e produtos químicos para diversos segmentos, como embalagens alimentícias, construção civil, industrial, automotivo, agronegócio, saúde e higiene, entre outros. Com 40 unidades industriais no Brasil, EUA, México e Alemanha e receita líquida de R$ 52,3 bilhões (US$ 13,2 bilhões), a companhia exporta seus produtos para Clientes em mais de 100 países.

Tetra Pak amplia no Brasil utilização de linha de envase mais eficiente e sustentável


Jussara é o mais novo laticínio a contar com a plataforma E3/Speed, cuja capacidade produtiva é de 15 mil embalagens por hora

A pandemia de Covid-19 não interrompeu um plano ambicioso da Tetra Pak, líder mundial em soluções para processamento e envase de alimentos, e da Laticínios Jussara: substituir a atual linha de envase de leite por uma plataforma mais moderna, eficiente e sustentável. A escolhida foi a Tetra Pak® E3/Speed, a única máquina de alta velocidade que produz embalagens Tetra Brik® Aseptic Edge (1000 ml), com capacidade para envasar 15 mil embalagens por hora.

Foram oito meses de intenso planejamento e execução para que no segundo semestre de 2020 o laticínio estivesse com a novidade em pleno funcionamento. Mais de 25 técnicos e especialistas da Tetra Pak de diferentes regiões do mundo estiveram envolvidos no projeto, que teve o desafio de ser conduzido de acordo com todos os protocolos de higienização e distanciamento social, a fim de preservar a saúde dos colaboradores.

No primeiro semestre de 2020 houve a substituição da primeira linha de envase e, na segunda metade do ano, a substituição da segunda em um total de três linhas. A instalação da terceira linha deve estar concluída até o final do primeiro semestre de 2021. No total, três linhas de envase serão substituídas pela nova plataforma. Duas delas já foram instaladas.

Uma das principais vantagens da plataforma Tetra Pak® E3/Speed é seu apelo sustentável, a partir da menor utilização de energia, água, espaço e insumos, quando comparada a plataformas similares.

"Ficamos muito orgulhos com o sucesso do projeto e em como conseguimos entregá-lo no prazo ideal mesmo com a mudança de cenário em razão da pandemia. A excelência das nossas equipes também permitiu que realizássemos todas as ações sem que que o cliente deixasse de entregar um litro de leite sequer ao mercado", afirma Tibério Jimbo, diretor de Contas da Tetra Pak Brasil.

Sobre a Tetra Pak
A Tetra Pak é líder mundial em soluções para processamento e envase de alimentos. Atuando próximo aos clientes e fornecedores, oferece produtos seguros, inovadores e ambientalmente corretos, que a cada dia satisfazem as necessidades de centenas de milhões de pessoas em mais de 160 países ao redor do mundo. Com mais de 24.000 funcionários, a Tetra Pak acredita na liderança da indústria responsável e em uma abordagem sustentável dos negócios. O slogan "PROTEGE O QUE É BOM™" reflete a visão de disponibilizar alimentos de forma segura onde quer que seja.

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Maior fabricante de baldes plásticos industriais compra líder de rótulos

Responsável por quase metade da produção brasileira de baldes plásticos para uso industrial, Grupo Bomix bate recorde de vendas na pandemia para setores de construção civil e alimentício, e adquire a Gráfica Rami, aumentando faturamento anual para R$ 600 milhões

Dono do maior parque industrial para a fabricação de baldes plásticos industriais da América Latina, em área de 50 mil m² em Simões Filho (BA), o Grupo Bomix alcançou o maior volume de vendas da sua história de 24 anos nos últimos meses de agosto e setembro, e a previsão é fechar 2020 com crescimento de 20%. O ano marca também a sua primeira aquisição: nesta quinta-feira (22/10), o Grupo anuncia a compra de 100% dos negócios da Gráfica Rami, uma das suas principais fornecedoras, localizada em Jundiaí (SP), fundada há 41 anos e líder brasileira na impressão de rótulos In Mold Label.

O acordo representa a união de duas empresas familiares líderes nacionais em seus segmentos, que investem permanentemente em pesquisas e inovação e que, juntas, terão faturamento anual de cerca de R$ 600 milhões e mais de 1 mil empregos diretos.

O presidente do Grupo Bomix, Miguel Rosário, faz um balanço dos últimos meses e destaca os planos de expansão: "Esse é um ano atípico, com o impacto da pandemia do novo coronavírus, que gerou inicialmente uma queda temporária das vendas, mas a retomada da nossa indústria já veio forte a partir de junho. Registramos recordes consecutivos de vendas em agosto e setembro, puxadas principalmente por clientes que atuam nos setores de construção civil, indústria alimentícia, entre outros. A aquisição da Gráfica Rami, uma empresa já consolidada, com equipamentos de última geração e equipe altamente especializada, acelera os nossos planos de expansão no Brasil e no exterior", diz o executivo.

Fundado na Bahia, o Grupo Bomix já atua em todas as regiões do país e exporta para países como Paraguai, Bolívia, Colômbia e Angola. Juntas, suas duas fábricas possuem capacidade para a transformação de 48 mil toneladas de resina plástica por ano – a Bomix, de baldes plásticos industriais, localizada em Simões Filho (BA), e a Bomix Sopro, de bombonas plásticas industriais, em Jundiaí (SP). A Bomixlog é a central de transporte e distribuição do Grupo. A Gráfica Rami se soma, portanto, a essas três outras unidades de negócios.

M&A estratégico em setor aquecido
A JK Capital, consultoria especializada em fusões e aquisições, foi a empresa que assessorou a Bomix em todo o processo de estruturação da aquisição da Gráfica Rami. De acordo com Saulo Sturaro, sócio da JK Capital, os mercados em que o Grupo Bomix e a Gráfica Rami atuam estão em crescimento e essa transação, com duas empresas complementares, reforça o potencial de investimentos em expansão das fábricas e em tecnologia e inovação.

"Assim como analisado em outros setores, a verticalização também faz muito sentido para a Bomix, que passará a ter um controle maior dos processos de sua cadeia produtiva e mais vantagens competitivas. Sobre o tema de M&A, temos visto os setores de embalagens, logística e alimentício bastante aquecidos, com diversas movimentações entre players estratégicos e também muito interesse dos fundos de investimentos para liderar a formação de grupos maiores e mais sólidos", diz Sturaro.

O mercado de embalagens no Brasil movimentou mais de R$ 80 bilhões em 2019 e as embalagens feitas de materiais plásticos representaram 41% desse total, de acordo com a Associação Brasileira de Embalagens (Abre).

Pioneirismo em rótulos In Mold Label de alta qualidade e sustentáveis
A Gráfica Rami foi a primeira a trazer para o Brasil a técnica de impressão de rótulos In Mold Label, que garante um resultado de altíssima qualidade fotográfica e melhor resistência. A tecnologia é a mais inovadora no mundo no processo de rotulagem, que adere as informações e ilustrações diretamente no molde da peça de plástico, sem a necessidade de colocação de rótulo adesivo ou impressão em papel. Permite, assim, a confecção de baldes e outras embalagens 100% recicláveis e esteticamente mais atrativas, resultando em ganhos para o consumidor e para o meio ambiente. A gráfica também atua na impressão de rótulos em papel couché e metalizado.

O Grupo Bomix iniciou suas atividades com a marca Bomix, produzindo baldes plásticos industriais redondos, e foi a primeira indústria do país a introduzir no mercado os modelos retangulares e ovais, trazendo eficiência ao armazenamento, transporte e design. Hoje, a empresa atende principalmente os setores de construção civil (baldes de tinta), alimentício (embalagens de grande volume para alimentos), indústria química, agronegócio e healthcare.